PORTAL NIPPOBRASIL ONLINE - 19 ANOS
-
Fale conosco: adm@nippo.com.br   
Quinta-feira, 15 de novembro de 2018 - 21h53
DESTAQUES:
  Empregos no Japão

  Busca
 
  Seções NippoBrasil
   Comunidade
   Opinião
   Circuito
   Notícias
   Agenda
   Dekassegui
   Entrevistas
   Especial
-
  Variedades
   Aula de Japonês
   Automóveis
   Artesanato
   Beleza
   Bichos
   Budô
   Comidas do Japão
   Cultura-Tradicional
   Culinária
   Haicai
   História do Japão
   Horóscopo
   Lendas do Japão
   Mangá
   Pesca
   Saúde
   Turismo-Brasil
   Turismo-Japão
-
  Esportes
   Copa do Mundo 2014
   Copa das
 Confederações 2013
-
  Especiais
   Imigração Japonesa
   120 anos de Amizade  Japão-Brasil
   Bomba de Hiroshima
   Japan House
   Festival do Japão 2018
-
 Colunas
   Conversando de RH
   Mensagens
     Roberto Shinyashiki
-
 Veja mais  Classificados
   Econômico
   Empregos no Brasil
   Guia Profissionais
   Imóveis
   Oportunidades
   Ponto de Encontro
-
  Interatividade
   Fale com a Redação
-
  Institucional
   Quem somos


Caderno Bichos

“Cadê meu filhotinho?”

Gravidez psicológica em animais pode surgir de 6 a 14 semanas após o cio

Doença pode atingir todas as mamíferas, mas as cachorras são seu principal alvo

(Reportagem: Suzana Sakai | Fotos: Divulgação)

Se a sua cadelinha começou a preparar um ninho, anda com as mamas inchadas e até mesmo um tanto irritada, preste atenção: ela pode ter desenvolvido a pseudociese, popularmente conhecida como gravidez psicológica.

Todas as mamíferas podem manifestar essa patologia, no entanto, as cachorras são o alvo principal da doença. “Diversas espécies podem desenvolver esse distúrbio. As cadelas estão mais sujeitas à gravidez psicológica do que as gatas, pois apresentam ovulação espontânea, ou seja, independentemente de cruzar ou não. Já nas gatas, a ovulação é induzida, ovulando apenas após o ato sexual. Dessa forma, cada evolução corresponde à fertilização, o que torna a gravidez psicológica rara”, explica a veterinária Ana Carolina Souza.

A pseudociese ocorre como conseqüência de um distúrbio hormonal, que, nas cadelas, se dá por um desequilíbrio do hormônio progesterona. “A pseudociese pode se desenvolver após o término de um tratamento com progestágenos [hormônios]; durante um tratamento com progestágenos ou antiprogestágenos; após um tratamento com prostaglandina; três a quatro dias após a realização de uma ovariohisterectomia [castração] durante o diestro. Todas essas situações se caracterizam por exposição a progesterona e subseqüente queda desse hormônio”, afirma o veterinário do departamento técnico da Vetnil, Douglas Willens.

Sintomas
A gravidez psicológica é um distúrbio relativamente comum nas cadelas e pode surgir de 6 a 14 semanas após o cio. Neste período, a cachorra pode apresentar um comportamento materno, cujos sintomas incluem a produção de leite e a adoção de objetos ou filhotes de outros animais. “Os sinais clínicos mais comuns da pseudociese são: comportamento de “ninho”; adoção de objetos inanimados ou de filhotes de outras fêmeas, com excessivo carinho, atenção, proteção e defesa; lambedura do abdômen; agressividade; distensão mamária; produção e secreção láctea e ganho de peso”, diz Douglas. “Em alguns casos, que podem parecer mais preocupantes, o animalzinho pode apresentar mal-estar, aumento de volume abdominal, perda de apetite e vômito”, completa Ana Carolina.

Cuidados
Os sinais clínicos da pseudociese apresentam uma regressão natural após duas ou três semanas. Apesar disso, é importante que sejam realizados alguns cuidados conservativos para preservar o bem-estar do animal. “Neste período, deve-se evitar que o animal estimule a secreção láctea com a lambedura das mamas (auto-amamentação), usando um colar protetor. É importante a restrição de água por 5 a 7 noites. Como o acúmulo de leite nas mamas pode levar a sua inflamação e infecção, é necessário dar uma atenção redobrada à higiene, tanto do ambiente em que a fêmea vive como da própria fêmea, acompanhado com um tratamento para a secagem do leite. Os animais que apresentarem comportamento materno exacerbado devem ter atenção desviada para a prática de exercícios”, orienta Ana Carolina.

 
Castrar é o melhor remédio
A gravidez psicológica é mais um dos motivos para castrar as fêmeas que não serão utilizadas para a reprodução. O procedimento não só previne o distúrbio, como também impede que a doença volte a aparecer e acarrete outras patologias. “A castração na fase de anestro do cio [intervalo entre os cios] é um método indicado que resolve o problema de gestações psicológicas repetidas, além de evitar outras doenças na fêmea, como tumores de mama e piometra [infecção de útero]”, informa a veterinária.
 Pets do Leitor
 Arquivo: Pets
• Dia Mundial do Gato: veja como cuidar dos bichanos
• Saiba tudo sobre as vacinas
• Cuidados: Top 5 de verão
• Brincadeira que faz bem
• Esquilo da Mongólia
• Dia de banho!
• Atendimento de emergência
• Na hora da compra
• O melhor hotel para seu amigo
• Mais do que um bom amigo
• Adotar é tudo de bom!
• Alimentação para Aves: Balanceada e variada
• Independentes e bem nutridos
• Cuide bem da refeição do seu cachorro
• Evite as doenças de verão
• Câncer: diagnósticos e tratamento
• Tá nervoso? Vai brincar!
• Atenção com as unhas!
• Medicamento na medida certa
• Jabutis são animais tímidos e dóceis
• Um olhar esbranquiçado
• Calopsitas: Dócil e divertida
• Ferrets: Amistosos e brincalhões
• Animais idosos
• Diabetes?
• “Castrei, e agora?”
• Vermífugo: um importante aliado
• Iguana: Exótica e exigente
• Doenças do homem em animais de estimação
• Terapia comportamental
• Um pássaro do barulho
• “Cadê meu filhotinho?”
• Programa de adoção
• Florais para eles também!
• Um problema sazonal
• Top 5 de escovação
• Filhotes, filhotes, filhotes!
• Um coelho em sua vida
• “Que coceirinha...”
• Doença ou personalidade?
• Um peixe bom de briga
• Anticoncepcional: Problema ou solução?
• Meu pintinho amarelinho
• Cachorro Bem-Educado
• Farmácia Pet
• Adorável roedor
• Um amor de bicho
• Pet moderno

© Copyright 1992 - 2016 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante.
Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

Sobre o Portal NippoBrasil | Fale com o Nippo