PORTAL NIPPOBRASIL ONLINE - 19 ANOS
-
Fale conosco: adm@nippo.com.br   
Quinta-feira, 15 de novembro de 2018 - 20h57
DESTAQUES:
  Empregos no Japão

  Busca
 
  Seções NippoBrasil
   Comunidade
   Opinião
   Circuito
   Notícias
   Agenda
   Dekassegui
   Entrevistas
   Especial
-
  Variedades
   Aula de Japonês
   Automóveis
   Artesanato
   Beleza
   Bichos
   Budô
   Comidas do Japão
   Cultura-Tradicional
   Culinária
   Haicai
   História do Japão
   Horóscopo
   Lendas do Japão
   Mangá
   Pesca
   Saúde
   Turismo-Brasil
   Turismo-Japão
-
  Esportes
   Copa do Mundo 2014
   Copa das
 Confederações 2013
-
  Especiais
   Imigração Japonesa
   120 anos de Amizade  Japão-Brasil
   Bomba de Hiroshima
   Japan House
   Festival do Japão 2018
-
 Colunas
   Conversando de RH
   Mensagens
     Roberto Shinyashiki
-
 Veja mais  Classificados
   Econômico
   Empregos no Brasil
   Guia Profissionais
   Imóveis
   Oportunidades
   Ponto de Encontro
-
  Interatividade
   Fale com a Redação
-
  Institucional
   Quem somos


Caderno Bichos

Na medida certa

Medicamentos humanos podem ser utilizados em animais –
desde que a dosagem seja regulada
 

Desde que haja acompanhamento de um veterinário, é possível medicar animais com remédios humanos

(Reportagem: Suzana Sakai | Foto: Divulgação)

Sabe aquele remedinho que você utilizou quando estava com a gastrite atacada? Pois é, ele também pode ser utilizado em seu animal, desde que você siga as orientações de um médico veterinário. Muitas pessoas estranham quando algum especialista recomenda um medicamento humano para tratar de seu bichinho, mas esse é um procedimento normal, principalmente pela carência do mercado pet nesse setor. “Ainda falta muito estudo para que os medicamentos veterinários consigam atender a todas as doenças desenvolvidas pelos animais no Brasil. Atualmente, podemos afirmar que existem afecções passíveis de serem tratadas apenas com medicamentos humanos, como por exemplo, alguns casos de câncer”, explica a veterinária da Centralvet, Camila Galvão.

Dosagem

Apesar disso, não se deve esquecer que bichos e humanos possuem organismos diferentes. Por isso, na hora de utilizar um medicamento humano, é necessário adequar a dosagem e a forma de administração para os pets. “O que diferencia muitos medicamentos humanos dos veterinários é exatamente isso, a dosagem e o tipo de administração, pois os medicamentos, em sua maioria, possuem o mesmo princípio ativo”, afirma a veterinária Daniella Casanova.

É importante ressaltar que a medicação por conta própria pode trazer graves conseqüências, principalmente no caso dos bichos. “Existem medicamentos que, se usados em dosagem e/ou tempo de uso errados, podem levar até ao óbito. Como por exemplo, temos a sensibilidade dos felinos ao princípio ativo azul de metileno. Os gatos intoxicam-se muito facilmente com medicamentos se comparados com os cães. Já o diclofenaco de sódio e o paracetamol devem ser usados com cautela tanto em cães como em gatos”, ressalta Camila. “Certos medicamentos não devem ser administrados de forma alguma, pois os animais lhes são extremamente sensíveis, como, por exemplo, a alguns antiinflamatórios, analgésicos, etc.”, completa Daniella.

Segurança

Em alguns casos, o medicamento humano é a única opção para o tratamento do animal. No entanto, em muitos outros, a farmácia veterinária disponibiliza a medicação com a dosagem exata para o animal, o que reduz os riscos de intoxicação ou de má administração. “Os medicamentos veterinários, apesar de serem mais seguros, por serem elaborados nas dosagens para cada espécie, sofrem de certo preconceito pela credibilidade que os medicamentos humanos possuem já de longa data no mercado, além da falta de divulgação”, diz Camila.

 Pets do Leitor
 Arquivo: Pets
• Dia Mundial do Gato: veja como cuidar dos bichanos
• Saiba tudo sobre as vacinas
• Cuidados: Top 5 de verão
• Brincadeira que faz bem
• Esquilo da Mongólia
• Dia de banho!
• Atendimento de emergência
• Na hora da compra
• O melhor hotel para seu amigo
• Mais do que um bom amigo
• Adotar é tudo de bom!
• Alimentação para Aves: Balanceada e variada
• Independentes e bem nutridos
• Cuide bem da refeição do seu cachorro
• Evite as doenças de verão
• Câncer: diagnósticos e tratamento
• Tá nervoso? Vai brincar!
• Atenção com as unhas!
• Medicamento na medida certa
• Jabutis são animais tímidos e dóceis
• Um olhar esbranquiçado
• Calopsitas: Dócil e divertida
• Ferrets: Amistosos e brincalhões
• Animais idosos
• Diabetes?
• “Castrei, e agora?”
• Vermífugo: um importante aliado
• Iguana: Exótica e exigente
• Doenças do homem em animais de estimação
• Terapia comportamental
• Um pássaro do barulho
• “Cadê meu filhotinho?”
• Programa de adoção
• Florais para eles também!
• Um problema sazonal
• Top 5 de escovação
• Filhotes, filhotes, filhotes!
• Um coelho em sua vida
• “Que coceirinha...”
• Doença ou personalidade?
• Um peixe bom de briga
• Anticoncepcional: Problema ou solução?
• Meu pintinho amarelinho
• Cachorro Bem-Educado
• Farmácia Pet
• Adorável roedor
• Um amor de bicho
• Pet moderno

© Copyright 1992 - 2016 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante.
Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

Sobre o Portal NippoBrasil | Fale com o Nippo