PORTAL NIPPOBRASIL ONLINE - 19 ANOS
-
Fale conosco: adm@nippo.com.br   
Sexta-feira, 24 de novembro de 2017 - 0h09
DESTAQUES:
  Empregos no Japão

  Busca
 
  Seções NippoBrasil
   Comunidade
   Opinião
   Circuito
   Notícias
   Agenda
   Dekassegui
   Entrevistas
   Especial
-
  Variedades
   Aula de Japonês
   Automóveis
   Artesanato
   Beleza
   Bichos
   Budô
   Comidas do Japão
   Cultura-Tradicional
   Culinária
   Haicai
   História do Japão
   Horóscopo
   Lendas do Japão
   Mangá
   Pesca
   Saúde
   Turismo-Brasil
   Turismo-Japão
-
  Esportes
   Copa do Mundo 2014
   Copa das
 Confederações 2013
-
  Especiais
   Imigração Japonesa
   120 anos de Amizade  Japão-Brasil
   Bomba de Hiroshima
   Japan House
   Festival do Japão 2016
-
 Colunas
   Conversando de RH
   Mensagens
     Roberto Shinyashiki
-
 Veja mais  Classificados
   Econômico
   Empregos no Brasil
   Guia Profissionais
   Imóveis
   Oportunidades
   Ponto de Encontro
-
  Interatividade
   Fale com a Redação
-
  Institucional
   Quem somos


Caderno Pesca

As estrelas do inverno
Saiba como fisgar as cabeçudas, um dos peixes mais
interessantes para captura nesta época

(Texto: Wlademir Gemignani | Fotos: Arquivo Pessoal)

Cabeçuda no Taquari: Clóvis mostra seu troféu

Após a captura de uma cabeçuda: elas são muito manhosas

Com a entrada do outono, gradativamente as temperaturas começam a baixar até o inverno. Por isso, uma excelente opção de pesca são as cabeçudas, peixes sem dúvida previlegiados pelo porte nos pesque-pagues (na minha opinião, os melhores pesqueiros para pegarmos as cabeçudas grandes são o Tio Oscar, km 75 da Castelo Branco, e o Pantanosso, km 68 da Castelo Branco). Como são muito manhosas, temos que ter alguns macetes para fisgá-las. Descrevo, a seguir, os mais simples para aqueles que nunca pescaram esta espécie.

Equipamento

Varas - 2,40 a 2,70 bem firmes para agüentar o arremesso.

Molinetes - médios, com capacidade de 100m de linha 0,40.

Bóias - Paulistinha ou semelhante.que-pagues.

Chuveirinhos - existe uma infinidade no mercado. Dê preferência para aqueles confeccionados de linha resinada, de cinco anzóis , 4 ao lado da mola, e 1 abaixo, que se chama pegador. Eu, particularmente, uso o esportivo, apenas a mola com dois anzóis abaixo.

Chumbo - mais ou menos 25g.

Receita
Massa: cabeçudas não comem, filtram os alimentos na água

As cabeçudas são peixes que não comem, filtram os alimentos na água. Para tanto, a massa tem que desmanchar na água. Aqui vai uma receita bem simples que dá bons resultados:

Massa
Ingredientes
- 1 kg farinha de milho triturada / 10 paçoquinhas / 1 copo americano de farinha de mandioca grossa / 1/2 copo de açúcar cristal

Modo de Preparo
Misture todos os ingredientes e vá adicionado água do próprio lago. A massa tem que ficar esfarelenta, não pode grudar. A vantagem dessa receita é que dispensa o uso de batata-doce.

Nó de correr

Saiba sobre a armação da tralha com nó de correr. Uma dica muito importante é do nó de correr para regulagem da bóia. E é muito simples de fazer:

Grandão: cabeçuda de 22kg

1- Pegue a linha principal do molinete e, com outro pedaço de linha de bitola um pouco mais fina, faça um zero, segure na pararela da linha do molinete, passe uma das pontas por dentro deste zero, de modo que pegue as duas linhas, a solta e a do molinete, dê cinco a seis voltas. Com a linha do molinete esticada, pegue as duas pontas da linha solta e puxe-as até esticar o nó. Passe saliva e aperte bem. Com uma tesoura ou trim bem afiado, corte as pontas da linha solta bem rente ao nó, você terá na linha principal um nó regulável.

2 - Próximo passo: você terá que ter um chumbo de corre na linha do molinete que passe por este nó sem enroscar, o mais recomendável são aqueles chumbos furados de tarrafa, com 25 gramas aproximadamente. Coloque uma miçanga que não passe pelo nó, depois uma bóia, mais uma miçanga e finalize usando um girador com sneep. Para facilitar a troca do chuveirinho, vamos recapitular:

1 - Faça o nó de correr. 4 - Bóia
2 - Coloque o chumbo de tarrafa na linha. 5 - Miçangas
3 - Miçanga que pare no nó. 6 - Sneep com girador

Serviço:
* Wlademir Gemignani, 39 anos, pesca desde os 10, e tomou gosto pelos pesqueiros há 20 anos.
 Fotos dos Leitores


Vejas as fotos dos nossos pescadores
 Arquivo - Pesca
De encontro aos peixes gigantes...
Pesca e stress
Sinta a esportividade do Tucunaré em Panorama
Numa pescaria, o que vale é a AMIZADE...
Marlin-azul tem a primeira marcação eletrônica do Brasil
Conheça os peixes Apapá e o Pampo
Tucunaré, problema ou solução?
Dicas de Pescador
História de pescador
Mulheres na pesca - Sorte ou azar?
As estrelas do inverno
Mulheres nos pesque-pagues
Tambacus, brigadores indiscutíveis
Pescarias nos pesque-pague
Em busca dos tucunarés gigantes
Alto-mar: uma pescaria fascinante
Confira alguns nós mais utilizados nas pescarias
Embarcar numa excursão de pesca vale a pena?
Peixes de água doce
Cuidado com os peixes venenosos
Serviços diferenciais unem hotéis, pousadas e boas pescarias
Lições de pesca: um hobby que pode ser muito interessante
 Dicas
Dicas para pescaria
Dicas de pescador
Tralhas para pescar cabeçudas
Pescarias de inverno
Como fisgar Tucunarés com iscas artificiais
Dicas de Pescador
Equipamentos
Rabicho ou chicote
Molinetes
Em Serra da Mesa, grandes tucunarés
Bóias: Conheça alguns modelos principais e suas características
Linhas de pesca
Iscas naturais para uma boa pescaria
Iscas de fundo e metálicas
Iscas artificiais: pesca mais dinâmica
Como escolher a melhor vara de pesca?
Anzol: você sabe exatamente
como usá-lo?
A pesca de arremesso em praia
Saiba como manusear carretilhas
Seis dicas básicas para manter seu equipamento em ordem
Carretilhas x Molinetes
 
Mande a foto de sua pescaria. Logo teremos uma nova seção com as fotos de todos nossos pescadores.
E-mail: pesca@nippo.com.br

© Copyright 1992 - 2016 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante.
Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

Sobre o Portal NippoBrasil | Fale com o Nippo