Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Sexta-feira, 14 de dezembro de 2018 - 12h34
  Empregos no Japão

  Busca
 
  Seções NippoBrasil
   Comunidade
   Opinião
   Circuito
   Notícias
   Agenda
   Dekassegui
   Entrevistas
   Especial
-
  Variedades
   Aula de Japonês
   Automóveis
   Artesanato
   Beleza
   Bichos
   Budô
   Comidas do Japão
   Cultura-Tradicional
   Culinária
   Haicai
   História do Japão
   Horóscopo
   Lendas do Japão
   Mangá
   Pesca
   Saúde
   Turismo-Brasil
   Turismo-Japão
-
  Esportes
   Copa do Mundo 2014
   Copa das
 Confederações 2013
-
  Especiais
   Imigração Japonesa
   120 anos de Amizade  Japão-Brasil
   Bomba de Hiroshima
   Japan House
   Festival do Japão 2018
-
 Colunas
   Conversando de RH
   Mensagens
     Roberto Shinyashiki
-
 Veja mais  Classificados
   Econômico
   Empregos no Brasil
   Guia Profissionais
   Imóveis
   Oportunidades
   Ponto de Encontro
-
  Interatividade
   Fale com a Redação
-
  Institucional
   Quem somos


 
Floripa

ou Ilha da Magia, como também é conhecida a capital catarinense, reúne natureza exuberante e o conforto da vida moderna


A Ponte Hercílio Luz, que liga a ilha ao continente, é patrimônio da humanidade
 

(Arquivo NB)

Quem nunca sonhou passar as férias numa ilha paradisíaca, cercada de praias maravilhosas, vegetação exuberante, dunas que se movem com os ventos, cascatas, lagoas e riachos de águas límpidas? E ainda por cima não precisar abrir mão do conforto e das facilidades da vida moderna?

Pois este lugar existe e responde carinhosamente pelo apelido de “Floripa”. É isto mesmo. Florianópolis, a capital dos catarinenses ou a Ilha da Magia, como quer a propaganda oficial, está bem próxima do paraíso.

Para se entender melhor Floripa é bom saber que mais da metade da cidade fica numa ilha oceânica, cujo nome oficial é Ilha de Santa Catarina. Está ligada à parte continental por três pontes, sendo uma delas, a Hercílio luz, verdadeiro patrimônio da humanidade. Inaugurada em 1926, é a única no gênero existente ainda no mundo. Fechada para reparos, há projeto para sua recuperação.


A Praia Mole é famosa pelo grande número de corpos sarados

As melhores praias de Florianópolis, naturalmente, ficam na Ilha. Partindo do centro da cidade, todos os caminhos levam ao mar. Pela Avenida Beira Mar Norte, chega-se às praias do norte e do leste. Bem sinalizada, a via de acesso tem pista dupla até o trevo de Ingleses. As praias do norte possuem excelente infra-estrutura turística e de lazer. São mais freqüentadas por pessoas de classe média alta, famílias e turistas estrangeiros. Entre elas estão Jurerê, Jurerê Internacional, Canasvieiras, Ponta das Canas e Lagoinha. Nas baías calmas e protegidas dos ventos ancoram lanchas, veleiros e iates de todas os portes e procedências.

Na costa leste, praias como Lagoinha do Leste, Ingleses, Santinho e Brava, concentram o maior número de veranistas. Ingleses é praticamente uma cidade. Tem vida noturna própria com bares, restaurantes e danceterias sempre lotados. A praia do Santinho ficou conhecida pelo mega empreendimento Costão do Santinho, um dos maiores resortes do país.

Planejada com esmero arquitetônico, a Brava é reduto de “vips”, de ministros a artistas de televisão. É ali que o tenista Gustavo (Guga) Küerten costuma passar o verão e surfar.

 

Lagoa encantada


Kite surf na Lagoa da Conceição

No centro da Ilha fica uma das suas maiores jóias: a Lagoa da Conceição. Ali rola de tudo. Dos esportes náuticos à pesca noturna do camarão. Da feirinha de artesanato aos shopping centers e lojas de souvenirs. Dos restaurantes de frutos do mar aos barzinhos para se curtir os finais de tardes. A Lagoa é também um dos points mais agitados da vida noturna da Ilha. Casas com música ao vivo, restaurantes e bares descontraídos, danceteria, e sobretudo muita paquera, arrastam a diversão até o amanhecer.

Nas proximidades estão outros encantos, como a praia da Joaquina (e dos surfistas) a praia Mole (dos corpos sarados) e a Barra da Lagoa com sua freqüência popular, muito pagode e bares à beira-mar.

Mas Florianópolis não é só praia. Toda e qualquer modalidade de esportes radicais podem ser praticados na Ilha. Do vôo livre ao sandboard nas imensas dunas da Joaquina e Santinho. Dos esportes náuticos às trilhas dentro da mata,e passeios de barcos ou escunas em roteiros variados que incluem fortalezas do século 17 e as ilhas onde vivem aves e animais marinhos.

Outra dica é aproveitar para conhecer os arredores da cidade, como as águas termais e o rafting, em Santo Amaro da Imperatriz; as primeiras colônias dos imigrantes alemães do sul do Brasil, em São Pedro de Alcântara, Angelina e São Bonifácio, comunidades que trazem a marca dos imigrantes alemães nas casas típicas, na língua alemã falada no dia-a-dia e nos deliciosos cafés coloniais servidos nos finais de tardes.


Magia do Sul da Ilha


Ilha do Campeche

O Sul da Ilha é uma região onde a magia de Florianópolis revela-se com maior intensidade. Quem visita o local certamente sentirá a forte influência da colonização açoriana, manifestada através das festas religiosas, como a Festa do Divino Espírito Santo, do folclore, do artesanato, da gastronomia e da pesca artesanal.

Um dos maiores conjuntos de inscrições rupestres e tesouros arqueológicos (inscrições milenares, sambaquis, oficinas líticas) do litoral brasileiro está localizado na ilha do Campeche, em frente à praia do mesmo nome, onde Antoine Saint-Exupéry, autor do livro “O Pequeno Príncipe”, conviveu com os pescadores, quando era piloto do correio aéreo francês. Para os nativos, o famoso escritor era apenas o “Zé Perri”.

Além das praias, o Sul da Ilha propicia aos turistas passeios por trilhas ecológicas, caval-gadas, passeios de barcos, pesca de anzol, observação de pássaros e animais, além de várias outras modalidades esportivas. É também grande produtor de ostras e mexilhões que podem ser degustados nos vários restaurantes de nomes sugesti-vos como “Ostradamus” e “Maria vai com as Ostras”.


Lugares imperdíveis em Floripa

Centro Histórico - Integrado pelos prédios da antiga Alfândega, Mercado Público e ca-sario colonial, é o espaço mais democrático da cidade. Abriga pontos de venda de arte-sanato, peixarias e pequenas lojas que vendem de tudo. Nos bares e restaurantes dos arredores é possível saborear iguarias da culinária típica açoriana ou então curtir um chope gelado no vão central do prédio.

Morro da Cruz - Privilegiado ponto de observação panorâmico da cidade, não pode fal-tar em qualquer visita a Floripa. Bem acima do nível do mar, a vista é magnífica e mostra uma Florianópolis moderna e desenvolvida, com seus edifícios e casas contornando ruas que quase sempre vão dar no mar.

Santo Antônio de Lisboa - Comunidade bem próxima do centro, tornou-se nos últimos anos o local preferido dos artistas plásticos da cidade.


Fortaleza de Anhatomirim construída no século 18

Fortaleza de Anhatomirim - Conjunto mais significativo do sistema defensivo da Ilha de Santa Catarina, foi construído no século 18 para consolidar o domínio português no Sul do Brasil. Os passeios são feitos de escuna que partem do trapiche sob a ponte Hercílio Luz, centro da cidade. No percurso, que dura cerca de 90 minutos, além das belezas de Florianópolis, é possível conhecer a baia dos golfinhos e divertir-se com centenas desses animais no seu habitat natural.

Armazém Vieira - No bairro do Saco dos Limões, instalado em um antigo prédio colonial, fica um dos mais aconchegantes e tradicionais bares da Ilha. Pode-se degustar iguarias típicas e tomar a famosa cachaça artesanal, curtida em enormes barris, dentro do próprio bar.


Arquivo NippoBrasil - Edição 233 - 19 a 25 de novembro de 2003
 Arquivo - Turismo Brasil
Arquivo NippoBrasil - Edição 233
• Floripa ou Ilha da Magia, como também é conhecida a capital catarinense

Arquivo NippoBrasil - Edição 231
• Conheça São Paulo de Metrô
Arquivo NippoBrasil - Edição 225
• Belém: capital da fé
Arquivo NippoBrasil - Edição 224
• Litoral norte
Arquivo NippoBrasil - Edição 223
• Região dos Lagos
Arquivo NippoBrasil - Edição 221
• Paraty: diversão para toda família
Arquivo NippoBrasil - Edição 219
• Circuito Histórico de Minas Gerais
Arquivo NippoBrasil - Edição 218
• Atibaia
Arquivo NippoBrasil - Edição 217
• Foz do Iguaçu: Beleza dividida
Arquivo NippoBrasil - Edição 215
• Divirta-se nos arredores de São Paulo
Arquivo NippoBrasil - Edição 212
• Um passeio nas alturas da Serra da Mantiqueira
Arquivo NippoBrasil - Edição 210
• Onsens: Estâncias termais que garantem relaxamento e diversão
Arquivo NippoBrasil - Edição 209
• Ilha Grande
Arquivo NippoBrasil - Edição 207
• Poços de Caldas: O santuário da paz
Arquivo NippoBrasil - Edição 206
• Circuito das águas mineiro
Arquivo NippoBrasil - Edição 204
• Redescobrindo o Litoral Sul de SP
Arquivo NippoBrasil - Edição 203
• Serras Gaúchas
Arquivo NippoBrasil - Edição 201
• Socorro abre a porteira para o turismo
Arquivo NippoBrasil - Edição 200
• Circuito das águas
Arquivo NippoBrasil - Edição 198
• Santos: Muito além do Jardim
Arquivo NippoBrasil - Edição 192
• Maranhão, o segredo do Brasil
Arquivo NippoBrasil - Edição 190
• Histórias do Grande Sertão Veredas em Minas Gerais
Arquivo NippoBrasil - Edição 188
• Turismo ecológico no Rio Grande do Norte
Arquivo NippoBrasil - Edição 184
• Península de Maraú: uma delícia baiana
Arquivo NippoBrasil - Edição 180
• Pirenópolis, um pedaço do Cerrado Brasileiro
Arquivo NippoBrasil - Edição 176
• Parque Nacional da Chapada Diamantina, natureza em abundância
Arquivo NippoBrasil - Edição 174
• Santa Catarina é só festa
Arquivo NippoBrasil - Edição 172
• Turismo Cultural em Paranapiacaba
Arquivo NippoBrasil - Edição 170
• Parque Nacional da Bocaina: Natureza e sossego em abundância
Arquivo NippoBrasil - Edição 168
• Maringá: Os encantos da “Cidade Verde”
Arquivo NippoBrasil - Edição 166
• Águas de São Pedro, um pequeno paraíso no interior de São Paulo
Arquivo NippoBrasil - Edição 162
• Santo Amaro da Imperatriz, águas termais e aventura em Santa Catarina
Arquivo NippoBrasil - Edição 158
• Amazônia com conforto
Arquivo NippoBrasil - Edição 136
• Fernando de Noronha: Patrimônio Natural da Humanidade
Arquivo NippoBrasil - Edição 132
• Ilhabela: O encanto do litoral paulista
Arquivo NippoBrasil - Edição 131
• Porto Seguro: Praia de Santo André
Arquivo NippoBrasil - Edição 127
• Ecoturismo: Uma visão diferente de Santa Catarina
Arquivo NippoBrasil - Edição 123
• Araxá
Arquivo NippoBrasil - Edição 115
• Costa do Sauípe: Lazer, Paisagem e Comodidade
Arquivo NippoBrasil - Edição 113
• Caldas Novas: Opção para se esquentar no inverno

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2018 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

147 usuários online